A nova cena do rap nacional está na ELLE View

Pense nos artistas que estão provocando as discussões mais relevantes no momento. Tente se lembrar de alguns novos nomes que chamaram a sua atenção. Na moda, o que tem despertado seu desejo? E a beleza, vai bem? Adotou alguma nova trend? É muito provável que suas respostas a essas perguntas tenham algumas – ou muitas – conexões com o rap e a cultura hip-hop.

Do streetwear às unhas longuíssimas e poderosas, de Mano Brown a MC Soffia, o movimento nascido no Bronx, que ganhou personalidade própria nas quebradas brasileiras, dominou a música e conquistou a moda – incluindo a indústria do luxo – e segue apontando caminhos nas mais diferentes áreas.

Na edição de abril da ELLE View, nossa revista digital para assinantes, nós mergulhamos nas várias vertentes do hip-hop para entender a sua importância na cultura contemporânea. E também para mostrar como as mulheres conquistaram espaço nessa cena. A começar por Tasha & Tracie, estrelas da capa. As irmãs, criadas na Zona Norte de São Paulo, protagonizam um ensaio clicado por Edgar Azevedo, relembram sua trajetória e falam sobre inspirações na moda e na música. Confira o que mais aguarda você nessa edição:


Foto: Getty Images

Tudo o que Kanye West toca vira ouro, Cardi B é referência de estilo e Lil Nas X faz parar qualquer tapete vermelho. Mas, apesar de ter sido uma fonte de inspiração desde seus primórdios no Bronx, a cultura hip-hop nem sempre teve esse lugar de honra na moda. Confira tudo o que rolou nessa relação, de Dapper Dan até os dias de hoje.


Foto: Getty Images

Releia a frase acima com atenção para não se confundir. Willi Smith foi um dos designers mais bem sucedidos dos Estados Unidos nos anos 1980. Com sua marca Williwear, ele ajudou a definir o conceito de streetwear e teve uma carreira meteórica, até morrer aos 39 anos, em 1987. Na seção Raio-X desta edição, saiba mais sobre esse estilista e, em especial, sobre a sua coleção de inverno 1983.

Responsável por uma das apresentações mais marcantes da São Paulo Fashion Week N52, ela injeta a vibe da periferia na sua moda independente e sem concessões: conheça Milena Nascimento, fundadora da Mile Lab.

Do antigo Egito à Rosalía, passando por divas negras, como Diana Ross e Donna Summer, as unhas alongadas transbordam poder e atitude. Saiba tudinho, tudinho sobre essa estética que vai muito além da simples vaidade.

Além de Tasha e Tracie, nossas estrelas de capa, dezenas de novos talentos despontam no rap nacional. É muita gente boa! Não foi fácil chegar a essa seleção: confira dez nomes para ficar de olho na cena atual.


Foto: Jonathan Wolpert

Ela tomba, ela se levanta, ela brilha: um ano após sua polêmica passagem pelo Big Brother Brasil, Karol Conká lança disco novo e fala à ELLE sobre sua vida após o reality show (que é bem mais interessante que o atual BBB, diga-se de passagem).



Foto: Roncca

Ele quis fazer um álbum completamente pessoal, mas acabou tocando fundo no imaginário coletivo. Diogo Moncorvo, mais conhecido como Baco Exu do Blues, fala sobre seu novo trabalho Quantas vezes você já foi amado? e discorre sobre autoestima, beleza e mudanças de vida.

No palco ou nos bastidores, elas sempre estiveram presentes no rap nacional. Talvez, não com o destaque que mereciam. Mas muita coisa mudou. De Negra Li a MC Soffia, acompanhe a história de mulheres que fincaram a bandeira feminina na cena hip-hop.

Você sabe a diferença entre trap e drill? E o grime, onde entra? E o que, afinal de contas, é o tal do flow? Se você não sabe a resposta para nenhuma dessas perguntas, não se envergonhe nem sofra. Acesse o nosso glossário do rap e seja feliz.

Para quem está montando a discoteca básica do rap ou para quem quer completar a coleção, confira nossa seleção dos top 10 álbuns do rap nacional.

Para fazer a sua assinatura da ELLE View ou da ELLE Premium (revista digital + impressa), clique aqui